Publicado em

9 de Junho de 2022

Escola do Turismo de Portugal //

Coimbra

Estudar turismo e hotelaria é o caminho certo a seguir?

Image

Nos últimos anos, o Turismo tornou-se um setor de grande impacto no desenvolvimento económico dos países, tendo como maior benefício a geração de receitas e emprego em Portugal e em todo o mundo.

Segundo dados do Turismo de Portugal, o nosso país registou, na última década, uma taxa de crescimento médio anual de 7,2% nas dormidas, tendo sido este o maior valor de que há registo e uma taxa média de variação anual de 10,3% nas receitas turísticas.

Embora a pandemia por COVID-19 tenha vindo interromper a tendência de forte crescimento que se observava no setor do turismo, nos últimos dois anos, e ainda a sentir os seus efeitos, o país tem vindo a recuperar ligeiramente na procura, nas dormidas no alojamento turístico e nas receitas, contribuindo assim, de forma positiva para a economia.

Julia Simpson, Presidente e CEO do World Travel and Tourism Council (WTTC) avançou no “Global Summit”, realizado nas Filipinas no passado mês de abril, que, segundo os números do último “Economic Impact Report”, nos próximos dez anos o setor do turismo e viagens criará, a nível global, cerca de 126 milhões de novos empregos, sendo que um em cada três será no universo do turismo e viagens o que contribuirá para a recuperação económica a nível mundial.

É, portanto, imprescindível que os países respondam proporcionalmente a essa importância, desenvolvendo as infraestruturas necessárias e aumentando as suas competências para responder às necessidades dos turistas, com a consciência da importância dos profissionais do turismo na excelência do serviço, apostando na formação contínua, na sua valorização e reconhecimento.

Os colaboradores do setor de turismo e hotelaria são, para grande parte dos turistas, a primeira impressão de um país, influenciando decisivamente na sua estada e, possivelmente, no seu regresso. Não se conseguem bons resultados no setor sem que esteja intrínseco o “gosto em receber”, com simpatia, profissionalismo e hospitalidade.

Assim, torna-se necessário estudar turismo, pois, cada vez mais, há uma maior procura de profissionais com experiência e formação.

Quais os benefícios de estudar Turismo?

Esta é uma indústria dinâmica e em constante evolução que abrange uma variedade de campos, entre os quais gestão hoteleira, turismo, eventos, experiência em restaurantes e saúde e bem-estar.

Dentro de cada setor da Hotelaria e Turismo, as empresas têm diferentes departamentos e oportunidades de trabalho para profissionais altamente qualificados. Desde operações e atendimento ao cliente, a vendas e marketing, as oportunidades no setor são ilimitadas.

A escolha de uma carreira em turismo e hotelaria vale realmente a pena. Hotéis, restaurantes, companhias aéreas, destinos, atrações, transportes, cruzeiros, eventos, serviços turísticos, agentes de viagens, operadores turísticos e muitas outras opções interessantes estão ao seu alcance se quiser optar por esta indústria do futuro.

Alguns dos benefícios de estudar Turismo

1. Não há dias iguais

Considerando que esta é uma indústria orientada para as pessoas, uma grande variedade de empregos no turismo exige que se pense rapidamente, que se seja criativo e que se saia da sua zona de conforto. Os dias de um guia turístico, de um rececionista de hotel, de um empregado de balcão, cozinheiro ou agente de viagem têm várias e diferentes dinâmicas com muito poucos ou nenhuns momentos monótonos. Não é à toa que as pessoas que estudam ou trabalham nesta área são normalmente descontraídas e extrovertidas!

2. A possibilidade de construir uma carreira

Sendo o Turismo um dos setores mais movimentados e em maior crescimento em Portugal, as oportunidades de emprego têm também aumentado. Gostar de trabalhar num setor em constante mudança, diversificado nas suas funções, olhando para este trabalho com entusiamo e com a noção que se está a contribuir para o desenvolvimento da economia do país é meio caminho andado para que se consiga desenvolver uma carreira promissora.

Nesse contexto, trabalhar com turismo é uma experiência gratificante com funções dinâmicas e que permitem conhecer pessoas novas, explorar lugares e ter uma rotina agradável e produtiva.

3. Permite trabalhar dentro ou fora de Portugal.

Embora muitas pessoas considerem que estudar turismo lhes dá muitas oportunidades de viajar, nem sempre é o caso. As pessoas podem ter como objetivo trabalhar neste setor, mas não pretenderem viajar regularmente.

É assim possível optar por estudar turismo a nível local ou a nível internacional. Cada país tem o seu potencial e Portugal não é exceção. É possível contribuir para o promover e aumentar as capacidades de receber turistas estrangeiros, mas, mesmo assim, mantermo-nos na nossa terra.

4. As oportunidades de trabalho são infinitas.

Já se falou nas competências transferíveis que estudar turismo nos ensina. Reforçando esta mensagem, a indústria do turismo está repleta de dinâmicas que preparam para muitos desafios, ambientes e cenários diferentes. Por isso, uma carreira no turismo pode literalmente abrir o mundo para quem a segue.

5. Torna-se parte de um legado.

O turismo tem um grande impacto nos ambientes e nas pessoas a nível sociocultural. Afeta os estilos de vida e as culturas de residentes e visitantes.

Ao fazer parte desta indústria, está a contribuir-se diretamente para a revitalização e preservação das tradições locais, dos costumes, da vida cultural, do artesanato, das artes, da identidade e do património. É pertencer a uma indústria que leva a mudanças, que impulsiona economias e preserva a história e a cultura.

E porquê escolher as Escolas do Turismo de Portugal para estudar Turismo?

No mundo globalizado em que vivemos passou a exigir-se dos profissionais de turismo novas competências, habilidades e atitudes. Há uma necessidade cada vez maior de pessoas qualificadas e que assegurem a qualidade nas diversas áreas do setor.

As Escolas de Turismo de Portugal fizeram questão de criar condições que atendessem a essas necessidades e têm criado, ao longo dos últimos anos, uma oferta formativa adequada.

Começa por ser uma vantagem competitiva o facto de os currículos da oferta formativa nas escolas serem constantemente adaptados à realidade laboral, com base em trabalhos de diagnóstico realizados com as empresas do setor e de parte dos seus formadores serem profissionais a trabalhar simultaneamente no setor. As escolas utilizam um modelo essencialmente prático, dando a possibilidade aos seus alunos de praticarem, complementando com a parte teórica, para além de os prepararem também no desenvolvimento de competências pessoais e socio-emocionais (soft skills).

Não é por acaso que as escolas do Turismo de Portugal são uma referência na formação profissional e especializada e têm recebido resultados de excelência em competições nacionais e internacionais, assim como vários dos seus ex-alunos têm sido distinguidos e reconhecidos, nos últimos anos, pelos seus percursos e profissionalismo.

 

Cláudia Silva

Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra

Junho de 2022

Outros artigos:

contactos

Em caso de dúvidas, entre em contacto connosco.

Email:

formacao@turismodeportugal.pt

Política de Privacidade

Newsletter

Siga-nos

Image